Lutas da Alma   

APAIXONADO PELO MINISTéRIO?
É possível que líderes cristãos venham a se apaixonar pelo ministério sem que ao mesmo tempo sejam emocionalmente necessitados? Será que gente emocionalmente saudável vai ao extremo em ministério, apenas por amor a Jesus?

Ou alguns de nós que somos considerados radicais por Jesus temos no entanto profundas necessidades que vêm desde a tenra infância, com imensuráveis vácuos, que estamos tentando preencher com uma dedicação radical ao ministério? Será que a retidão/justiça de Cristo satisfaz radicais obreiros cristãos, ou precisamos de algo mais - algum tipo de nossa própria retidão/justiça aos olhos de outros ou ainda aos nossos próprios olhos?

Será que um líder saudável sofre desgastes emocionais no ministério? É possível que certos líderes empilham coisas demais nas suas agendas, tornando-se assim agitados, intensos, preocupados...

Será que deveríamos elevar esses líderes cristãos radicais a posições ainda mais radicais, ou nos posicionar ao lado deles, ombro a ombro, talvez fazendo a eles algumas perguntas difíceis sobre o lado sombrio da sua alma, e o porquê dessa adrenalina toda a fim de realizar a obra de Deus?

Será que visionários são pessoas emocionalmente sadias?... O que os impulsiona ou motiva?

Aba Pai/Jesus/Espírito, abre nossos olhos para que possamos ver a verdade a respeito de nós mesmos. Dá-nos a graça de ver o Senhor, e circunstâncias para que a verdade nos liberte. Nós te pedimos no precioso nome de Jesus.

Nélio DaSilva

Voltar