Liderança em Ministério   

PLANEJANDO ESTRATEGICAMENTE
Se existe uma coisa com a qual talvez todos nós – líderes de igreja – podemos concordar é que estamos interessados na direção da nossa igreja. É nosso desejo sermos sensíveis à ação de Deus na vida e direção da igreja que ele nos deu para liderar, uma vez que “Em seu coração o homem planeja seu caminho, mas o Senhor determina seus passos”. (Provérbios 16:9)

Uma maneira eficiente e que – creio eu – pode ajudar a estabelecer um futuro melhor para a sua igreja é apontar uma equipe de planejamento, a fim de estabelecer sua VISÃO para os próximos cinco anos, e com a maior clareza possível.

Equipe de Planejamento

Comece por indicar algumas pessoas-chaves que venham a fazer parte desse longo planejamento. Essa equipe deve ser composta de homens e mulheres que tenham algum tipo de envolvimento na igreja. Portanto, selecione...

• Pessoas que sejam líderes
• Pessoas que tenham o desejo sincero de ver a igreja crescer
• Pessoas dotadas de um verdadeiro espírito de equipe (que possam trabalhar juntas).
• Pessoas capazes de tomar decisões
• Pessoas que sejam relativamente novas na vida da igreja.


Eu sugeriria que o número de membros para a equipe de planejamento não devesse ter mais de sete pessoas.

Os Ingredientes

Um bom planejamento a longo prazo deverá incluir uma boa revisão e/ou – se a sua igreja ainda não possui - uma nova exposição de quatro declarações básicas.

1. Uma Declaração do seu Propósito
Um propósito ou uma declaração de missão consiste nas razões bíblicas pelas quais a igreja existe.

• Deve ser fundamentada claramente na Palavra de Deus.
• Deve ser comunicada de tal maneira que as pessoas possam saber o que isso significa.


Observação: Uma boa e contundente declaração de propósito pode ser elaborada com menos de 25 palavras.


2. Uma Declaração da sua Visão
Uma declaração de visão expressa como a igreja irá agir na sua região ou área (geográfica) ministerial. Características que devem estar presentes na sua declaração de visão:

• Deve ser relevante para seu local de ministério
• Deve ser suficientemente grande para desafiar o povo, e bastante pequena a ponto de não desencorajá-los.


Observação: A declaração de visão deve responder à questão: “Se a nossa igreja for tudo aquilo que Deus deseja que seja nos próximos cinco anos, então nós nos propomos...”

3. Uma Declaração de Valores
Uma declaração de valores consiste numa lista de princípios básicos que impulsionam sua igreja à ação.

• Eles são os fatores que estão por trás de todas as decisões.
• Eles são a chave para um ministério eficiente.

Observação: Freqüentemente eles são emocionalmente enraizados na história da vida da sua igreja.


4. Uma declaração dos seus Objetivos
Uma declaração de objetivos na realidade é uma extensão do propósito e da visão da igreja, só que agora explicando com maiores detalhes o que deve tomar lugar, a fim de que os objetivos sejam alcançados.

• Eles pormenorizam como uma congregação local espera preencher seu propósito.
• Eles são vistos com maior clareza mediante as programações da igreja.


Observação: Os objetivos se relacionam diretamente com cada área de relevância no ministério da igreja.

A declaração dos seus objetivos será – com toda a certeza – a seção mais extensa do seu plano, a qual deverá assinalar os alvos que você espera alcançar em cada área de relevância ministerial. A maioria das igrejas deverá estabelecer alvos nas áreas de...

- Evangelismo - Adoração
- Educação Cristã - Assimilação de Novos Membros
- Missões - Ministério de Família
- Adoração - Ministério de Homens
- Ministério com Jovens - Ministério de Crianças
etc.

O Processo

Passo #1 – Comece com Pastor Titular
Peça ao pastor que escreva uma breve declaração para cada uma das seções mencionadas acima, as quais são particularmente importantes à futura direção da igreja.

Passo #2 – Reveja com a equipe ministerial (Pastor Assistente, e outros pastores da igreja, caso haja mais de um pastor.)
Dê à equipe ministerial a oportunidade de escreverem suas próprias idéias e comentários, a fim de exporem as idéias do pastor titular e de cada membro da equipe ministerial.

Passo #3 – Reveja com a liderança da igreja
Faça cópias das idéias e comentários do pastor titular, bem como da equipe ministerial, e as ofereça a cada membro da diretoria/conselho da igreja, com o pedido de que a eles acrescentem suas próprias idéias e comentários.

Passo #4 – Reveja com os líderes de ministérios
Peça aos demais líderes dos principais ministérios da igreja que revejam os planos que estão em desenvolvimento, pedindo-lhes que acrescentem a eles suas próprias idéias e comentários.

Passo #5 – Escreva o Primeiro Rascunho
Depois de haverem sido recebidas as informações dos líderes de ministério no passo #4, faça com que a equipe de planejamento - a equipe de aproximadamente sete pessoas - venha a se reunir para compilar e escrever um novo rascunho de seus planos para os próximos 5 anos.

Passo #6 – Sinta o “Pulso” da Congregação
Uma vez que o primeiro rascunho haja sido escrito, tome o pulso da congregação, oferecendo-lhes cópias para que os membros façam uma revisão e teçam os comentários que desejarem.

Passo #7 – Trabalhe no Documento Final
Após sentir o pulso da congregação, escreva o planejamento final da sua projeção para 5 anos, e mova o processo que deve tomar lugar dentro da sua estrutura eclesiástica, a fim de ser aprovada.
Lembre-se de que seu plano deverá passar por várias escritas, antes de ser finalmente aceito. Normalmente o tempo para desenvolver um plano de cinco anos envolvendo as fases sugeridas acima deverá levar em média entre nove e doze meses.

Finalmente
Uma vez que o planejamento é finalizado, este deve ser comunicado a toda a congregação. Considere separar dentro do seu calendário um dia especial onde o planejamento possa ser apresentado para toda a congregação.

Nélio DaSilva

Voltar