Liderança em Ministério   

ATRAINDO VISITANTES PARA A SUA IGREJA
Há pouco mais de uma década venho observando e estudando a maneira como igrejas se posicionam em relação a pessoas que vêm à igreja pela primeira vez. Tenho descoberto que em média uma congregação não retém 5% da massa de volume desse contingente de pessoas. Essa média é extremamente baixa, considerando que essas pessoas vieram à igreja sem nenhum custo promocional ou esforço por parte da própria igreja. Tenho concluído que a razão pela qual a esmagadora maioria de visitantes não retornam para uma segunda visita é o fato de essas pessoas não haverem sentido em sua primeira visita que foram recebidos com calor, carinho e consideração; tampouco encontraram na igreja uma genuína atmosfera de aceitação. Isso vem em confronto direto com o que Paulo ordenou em sua carta aos Romanos: Acolhei-vos uns aos outros, como também Cristo nos acolheu para a glória de Deus. Romanos 15:7

Preparando-se para receber convidados

Quando você sabe que convidados estão chegando a sua casa, uma preparação começa a tomar lugar. É hora de implementar uma limpeza geral, preparar alguns pratos especiais e – de um modo geral – criar um ambiente, uma atmosfera mais agradável possível a fim de oferecer o melhor aos seus convidados. De modo semelhante, antes sequer de convidar pessoas a virem à sua igreja, é necessário que uma preparação geral seja implementada.

1. Desenvolva uma preparação eficiente

Responda objetiva e sinceramente, evitando qualquer forma de racionalização: A sua igreja tem demonstrado eficiência na prática de receber pessoas que a visitam pela primeira vez? Se a resposta é “não”, então as chances de que as pessoas não irão considerar a possibilidade de voltar para uma segunda visita são muito fortes. Eis aqui apenas três sugestões que podem ser os elementos cataclistas de um novo e sadio redirecionamento para a sua igreja na área de preparação:

a) Comece a pregar uma série de mensagens sobre a importância da “hospitalidade”. Romanos 15:7 é um excelente texto para fundamentar toda essa série de mensagens.

b) Trace um perfil tão aproximado quanto possa das pessoas que na média visitam a sua igreja. Exemplo: As pessoas que nos têm visitado nos últimos 2 anos estão em média na faixa dos 30 anos de idade, com dois filhos entre 5 e 8 anos.

c) Reúna um pequenos grupo de pessoas (no máximo sete) a fim de discutir algumas idéias sobre como implementar algumas estratégias de como recepcionar e dar as boas-vindas aos novos visitantes. (Sugestão: coloque nesse grupo pessoas que estão na sua igreja há menos de um ano.)

2. Desenvolva o moral da igreja

Lyle Schaller – um dos mais respeitados consultores na área de crescimento de igreja afirma: “Moral baixa é o inimigo número um de uma congregação local.” Lyle está absolutamente correto!
Estatísticas comprovam que a maneira mais eficiente de trazer convidados à igreja é mediante convite de seus próprios membros. Se no entanto a sua congregação tem um moral baixo, os membros não se sentirão à vontade para fazer tal convite. Eis aqui três sugestões simples, que uma vez implementadas podem fazer uma diferença positiva:

a) Celebre todo e qualquer aspecto positivo do ministério da sua igreja. Não perca nenhuma oportunidade de celebrar tudo que for positivo e significativo na vida da sua comunidade; esteja atento a todos os detalhes positivos, por menores que sejam. Celebre!

b) Peça às pessoas que foram de alguma forma tocadas positivamente pelo ministério da sua igreja que relatem a sua história diante da congregação. Use esses testemunhos de preferência no meio das suas mensagens aos domingos.

c) Estabeleça alguns alvos e louve a congregação quando esses alvos forem alcançados. Lembre-se do que o notável psicólogo William James afirmou: “A necessidade número um das pessoas é a de serem apreciadas”.


2. Desenvolva a comunhão da sua igreja

São muitas as pessoas que freqüentam igrejas sem fazer amigos. Rick Warren, pastor da Saddleback Valley Comunity Church, na Califórnia, afirma: “Se uma pessoa não fizer pelo menos seis amigos na congregação dentro de um período de seis meses, essa pessoa não irá permanecer um ano nela”.

a) Comece por promover jantares de comunhão a cada dois meses.

b) Promova jantares entre famílias da igreja, dividindo-as em quatro casais por jantar. Promova o mesmo tipo de evento para solteiros.

c) Encoraje as pessoas a compartilhar suas refeições numa base rotativa.

Lembre-se de que a Igreja de Atos compartilhava constantemente não apenas a Palavra, mas também o pão (Atos 2:42.)

3. Desenvolva o ministério de atendimento e boas- vindas

A maioria das igrejas que conheço fazem referência a si mesmas como igrejas amigas e acolhedoras. O problema com esse tipo de informação é que ela parte de pessoas que compõem a igreja. A percepção, portanto, é de dentro para fora, e não de fora para dentro. Via de regra os convidados não têm a mesma percepção dos membros; e quando esse sentimento é constatado, é necessário urgentemente melhorar o ministério de atendimento e boas-vindas. Eis aqui algumas sugestões:

a) Selecione pessoas que sejam simpáticas, com sorriso fácil e que tenham atitude acolhedora para dar as boas-vindas aos convidados.

b) Aplique a lei dos “três apertos de mão” por parte de três pessoas distintas, antes que o visitante se assente.

c) Construa um Balcão de Informação, mantendo todas as informações do balcão perfeitamente atualizadas. O Balcão de Informações será um lugar onde as pessoas poderão ter facilmente as suas perguntas respondidas.

4. Desenvolva o plano da sua igreja

Primeiramente comece a examinar detidamente os seus registros de freqüência entre os dois últimos anos, e determine a sua porcentagem de retenção proveniente da massa de volume de visitantes. Se ela estiver acima de 5% ,celebre. Se este não for o caso, estabeleça um alvo de pelo menos dobrar a sua retenção nos próximos 12 meses.

Prepare o seu Plano

Após se haver preparado para receber convidados, comece um planejamento estratégico, a fim de atrair gente nova para a sua igreja. Eis aqui cinco sugestões básicas para um bom início:

1. Encoraje convites de “boca a boca”.

Convite de boca a boca é a melhor e mais eficiente maneira de atrair visitantes para a igreja. Quando as pessoas estão satisfeitas com a sua igreja elas passam naturalmente a dar bons testemunhos das coisas boas e saudáveis que estão experimentando. Quando isso estiver ocorrendo você não terá problemas de falta de convidados.

Eis aqui uma maneira muito simples, porém eficiente de encorajar seu povo a convidar amigos para a igreja. Confeccione um cartão de visitas com o nome da igreja, imprimindo em seu verso as direções sobre como chegar até lá. Distribua a cada membro da igreja 52 cartões, pedindo-lhes que dêem um cartão por semana a seus amigos, como um convite para virem à igreja. Você ficará surpreso com a quantidade de pessoas que irão lhe dizer que nunca receberam um convite específico para irem a uma igreja.

2. Demonstre apreço pelas pessoas que estão trazendo convidados à igreja.


Após um determinado jantar é comum nas igrejas pedir que o pessoal da cozinha venha até o refeitório para receber uma palavra de apreço pela refeição, preparada com dedicação e esforço. As pessoas aplaudem, demonstrando a eles a sua satisfação.

Da mesma forma, eis aqui uma maneira de apreciar aqueles que têm trazido convidados à igreja. Quando as pessoas registrarem no cartão a sua presença, providencie um espaço para que indiquem quem foi a pessoa que lhes fez o convite. Mantenha um registro com o nome das pessoas que estão trazendo convidados. A cada dois meses ofereça uma “Noite da Apreciação”. Na ocasião, ofereça a essas pessoas uma sobremesa ou um café com bolo, uma forma de lhes demonstrar o apreço da igreja por seu empenho em convidarem seus amigos para virem à igreja.

3. Anuncie o ministério da sua igreja

Se a sua igreja é pequena, está apenas saindo de um platô ou está num lugar de pouca visibilidade, você precisa fazer algo a fim de torná-la conhecida dos visitantes em potencial.

Eis aqui uma maneira de anunciar o ministério da sua igreja: Desenvolva uma simples estratégia de marketing, criando algo como “Primeira Contato”. Tente fazer algo simples, mas criativo. Verifique se você não tem em sua própria membresia alguém que já esteja produzindo marketing secularmente. Com o material pronto e em mãos, tente distribuir - via correio ou utilizando adolescentes da igreja – o seu conteúdo num raio de cinco minutos de distância (de carro) da sua igreja. Dentro de seis meses distribua o mesmo material num raio de dez minutos de distância (de carro) da sua igreja.

4. Crie entradas que não ameacem

Igrejas crescentes têm freqüentemente pelo menos três pontos de entradas. Qual a razão? É que pessoas novas geralmente não se sentem à vontade ao freqüentarem uma igreja.

Eis aqui uma maneira de se desenvolver alguns pontos de entrada:

a) Peça aos membros da sua igreja que lhe dêem uma lista de nomes de amigos não crentes.

b) A seguir peça a eles que indiquem o possível interesse daquelas pessoas em esportes, classes, artes etc.

c) Reúna o maior número possível de pessoas num grupo de interesse comum, e selecione os três grupos maiores. A seguir, crie três novos ministérios em cima desses três interesses, para o próximo ano.

5. Dê boas-vindas aos convidados

Quando convidados vão a uma igreja eles gostam de ser reconhecidos, mas também se preocupam em preservar seu anonimato. Se eles se sentirem de alguma maneira constrangidos, não mais irão retornar.

Eis aqui uma maneira de dar as boas-vindas aos seus convidados:

Estabeleça na sua igreja uma lei que inaugurei na minha faz alguns anos: a lei dos três minutos. Peça aos membros da igreja que não falem com outro membro nos primeiros três minutos após a conclusão do culto. Assim que você impetrar a bênção, ou após o último canto, anuncie: “Lembre-se da lei dos três minutos”.

A verdade é que ninguém se torna membro de uma igreja sem antes visitá-la. Portanto, use algumas das idéias/sugestões acima e aumente seu potencial de crescimento, ao atrair um número maior de visitantes à sua igreja.

Nélio DaSilva

Voltar